sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Que eles entreguem, que o Timão vença, e que os deuses decidam!!!

Nação,

Nessa reta final um assunto vem tomando conta do campeonato: nossos rivais porquinhos e bambis vão ou não entregar seus jogos para o Fluminense para nos prejudicar?

Considerando a pequenez de ambos, e a forma doentia que infelizmente o futebol passou a ser encarado em São Paulo nos últimos anos, com um tipo de rivalidade alimentada pela mídia que incentiva a violência, podemos dizer que sim, é bem possível que os pequeninos entreguem.

Ainda mais que a mídia já tratou de inocentá-los, não fazendo nenhum tipo de pressão e justificando que ambos não tem mais interesse e motivação no campeonato. Comportamento bem diferente que tiveram no ano passado, quando o Corinthians também não tinha interesse nenhum mas foi compelido a jogar como leões contra o Flamengo, criando um clima de hostilidade, que resultou em um jogo pegado, violento, com farta distribuição de cartões amarelos e vermelhos, além de roubalheira descarada da arbitragem em favor dos rubro-negros.

Não podemos inocentá-los caso realmente entreguem, mas por outro lado, temos que analisar que esse tipo de situação infelizmente é normal nesse formato de campeonato.

Os pontos corridos permitem e criam naturalmente esse tipo de situação, simplesmente pelo fato de colocar frente a frente equipes com interesses desiguais na reta final da competição.

Não tem como negar que quem está disputando o título, ou lutando para não cair, entra com muito mais vontade e concentração do que aqueles que estão só esperando o campeonato acabar.

Não sei se tem como corrigir isso com fórmulas. Sugerir mudar, voltar a decisão com semi-final e final, que é meu modelo preferido, pode ter suas vantagens, mas reconheço que permite ocorrerem situações que também geram discussões, como por exemplo o time líder ter que disputar o título com o quarto colocado, muitos pontos atrás. Esse ano está parelho, mas já aconteceu de diferença de mais de 15 pontos.

Então, o que precisa são os órgãos que controlam as competições criarem mecanimos que coibam comportamentos anti-profissionais, bem como instituir punições caso isso ocorra. Por exemplo, não permitir que equipes na reta final entrem com times reservas. Se é para fazer feio, que façam com os titulares, para que esses fiquem marcados e sejam punidos.

E fundamental também é o papel da imprensa. Precisa pegar pesado, com todas as equipes e em todas as situações, e não só quando lhe é conveniente, como a gente tem visto. Quando é para prejudicar o Corinthians, eles fazem cara de paisagem, falam de forma branda, como estamos vendo agora. Agora, se fosse o contrário, como no ano passado, pegariam pesado e de forma insistente.

Agora, finalizando, o essencial mesmo é esquecermos tudo isso. O Corinthians tem que pensar apenas nele, nos seus jogos. Temos que entrar focados nas últimas quatro decisões e vencer todas.

De nada vai adiantar os resultados dos outros clubes se não fizermos nossa parte.

Vamos vencer o Cruzeiro, depois o Vitória, Vasco e acabar com o Goiás.

Ao final, com essas quatro vitórias seremos campeões. Campeões se o flu tropeçar nas próprias pernas, e creio nisso, ou campeões mesmo que eles ganhem todos os seus jogos, pois nesse caso, terão a mancha da sujeira conferida pelos nossos minúsculos rivais.

Pra falar a verdade, estou até torcendo para que eles percam mesmo seus jogos, e que a história os condene para a eternidade.

Vamos vencer, e deixar que os deuses decidam.

E seja qual for o desfecho final, a única certeza que temos é que continuaremos tão Corinthians como antes, e gigantes como sempre. Já os outros....

Valeu!

2 comentários:

  1. timao uma vez timao ate morrer

    eh noix que todos da fiel torcida alvinegra


    abraços a todos

    ResponderExcluir